12 OPÇÕES DE CARROS USADOS COM PREÇOS ENTRE R$ 10 MIL E R$ 20 MIL PARA ECONOMIZAR DURANTE A CRISE

 

Modelos com preços e manutenção acessíveis podem ser a saída para orçamentos apertados

USADOS ATÉ R$ 10 MIL

Os carros nessa faixa de preço têm um custo de propriedade menor para o consumidor em todos os aspectos

CHEVROLET CELTA: R$ 9.900 (valor médio)
Criado para ser o carro mais barato do Brasil, o Celta nasceu em berço humilde, mas se tornou um negócio certo desde o início. Ele só não será bom negócio para quem tem família grande, pois não é espaçoso por dentro como o Fiat Uno.

Foque no Celta Life 2005/2006, que já tem motor flex de 70 cv e 9/8,8 kgfm. O 1.0 o leva a 100 km/h em 15,3 segundos, 2,1 s a menos que o carro a gasolina. Faz 9,4 km/l urbanos e 11,8 km/l rodoviários.

A exemplo dos seus companheiros dessa faixa de preço, o Celta não tem muitos refinamentos. É raro encontrar um com ar-condicionado, equipamento instalado na concessionária à época.

Para compensar, a manutenção do Chevrolet também é barata, com cesta de peças convidativa. Já o seguro pode ser desproporcional ao preço do carro, uma vez que sai por mais de 10% do total — esse valor, porém, pode ser parcelado.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 2.970 (30%)
Total financiado: R$ 6.930
Prestações: R$ 294,94 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.213
Consumo (etanol)
Cidade: 9,4 km/l 
Estrada: 11,8 km/l
Seguro: R$ 1.264
IPVA: R$ 396

VOLKSWAGEN GOL: R$ 9.800 (valor médio)
Quando o Gol G3 foi lançado, a Volkswagen aprimorou o compacto para aproximá-lo de modelos que circulavam na Europa. Mas esse movimento perde força se analisarmos o City 2005. Assim como os companheiros, essa versão compensa pelo valor de utilização.

Seu espaço é bom para quatro adultos médios e o porta-malas tem 290 litros de capacidade, mas a ergonomia é datada, com volante e pedais desalinhados.

O motor 1.0 é flex e rende 68/65 cv (etanol/gasolina) e 9,2/9,1 kgfm de torque, números que o levam de zero a 100 km/h em 17,4 s. Nada que o faça ficar para trás no trânsito. O consumo poderia ser um pouco melhor: média de 9,7 km/l.

Por ter sido muito vendido e contar com muitas opções de peças, sua cesta é a mais barata de todas — custa R$ 1.180. O valor do seguro, por outro lado, é mais alto que a média do segmento: R$ 1.457.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 2.940 (30%)
Total financiado: R$ 6.860
Prestações: R$ 292 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.180
Consumo (etanol)
Cidade:  12,1 km/l 
Estrada: 15,5 km/l
Seguro: R$ 1.457
IPVA: R$ 392

FORD KA: R$ 9.700 (valor médio)
Se você está disposto a trocar espaço por agilidade urbana, o Ka deve ser a sua escolha. O subcompacto leva apenas quatro ocupantes e o porta-malas comporta só 186 l. Indicado na versão GL 2007, o carro é a opção mais nova dos modelos até R$ 10 mil.

Capaz de se espremer no trânsito caótico, o hatch é ágil, a despeito do seu motor 1.0 Rocam, que rende somente 55 cv e 8,9 kgfm. O zero a 100 km/h leva 15,2 s, mas as acelerações até 60 km/h são o que mais importa. Suspensão, direção e câmbio têm ajuste primoroso.

Embora seja fácil achar preços até abaixo de R$ 9 mil, modelos com ar-condicionado só com muita garimpagem.

As contas não contraindicam o Ka, pelo contrário. Mas há um alerta que vale para todos: os juros para usados são elevados. Pense em um consórcio, modalidade que vem aumentando na crise.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 2.910 (30%)
Total financiado: R$ 6.790
Prestações: R$ 289,16 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.587
Consumo (Gas.)
Cidade: 9,2 km/l 
Estrada: 15 km/l
Seguro: R$ 1.212
IPVA: R$ 388

FIAT UNO: R$ 9.300 (valor médio)
Não há nada mais utilitário na nossa lista que o Uno. A versão que indicamos é a Mille Fire 2005, que manteve o melhor do Fiat: amplo espaço para cinco pessoas, boa visibilidade e economia de combustível. O motor 1.0 rende 55 cv e 8,5 kgfm, números que poderiam ser mais bem aproveitados se o câmbio manual não fosse um pouco tinhoso.

São necessários 17,1 s para sair da imobilidade e chegar aos 100 km/h. O levinho Uno tinha tudo para ser mais ágil, mas há rivais que o superam. No entanto, ele dá o troco em consumo: movido apenas por gasolina, roda 13,1 km/l na cidade e bons 17,3 km/l na estrada.

Já adiantamos que será difícil encontrar ar-condicionado nessa faixa, item não tão comum em versões antigas. Vale reforçar que o Uno é um meio de locomoção racional e o raciocínio frio impera também nos custos moderados.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 2.790 (30%)
Total financiado: R$ 6.510
Prestações: R$ 277,78 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.307
Consumo (Gas.)
Cidade:  13,1 km/l 
Estrada: 17,3 km/l
Seguro: R$ 1.408
IPVA: R$ 372

USADO ATÉ R$ 15 MIL

Você pode escolher entre um médio e três compactos que oferecem bom custo/benefício para o dia a dia

CHEVROLET ASTRA: R$ 14.700 (valor médio)
Comprar um médio por preço de compacto tem suas vantagens. O Astra possui 2,61 m de entre-eixos e leva cinco adultos médios, além de 370 litros no porta-malas. O sedã comporta 460 l e seu preço não é muito diferente.

É tranquilo encontrar o Chevrolet na versão Advantage 2006, sempre com ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico, além de som. Airbag duplo e câmbio automático são muito comuns.

O jeito de guiar tem o isolamento carinhoso dos médios, com suspensão confortável. A direção hidráulica é pesadinha. O 2.0 flex de 140 cv o leva de zero a 100 km/h em 10,2 s, enquanto o automático de quatro marchas faz o mesmo em 11,9 s. O defeito é o consumo elevado: 8 km/l de etanol, em média.

Curiosamente, a cesta de peças do Astra pode passar de R$ 2 mil, mas ainda é mais em conta que as de Fox, Fit e Clio.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 4.410 (30%)
Total financiado: R$ 10.430
Prestações: R$ 431,36 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 2.132
Consumo (etanol)
Cidade: 6,9 km/l 
Estrada: 9,1 km/l
Seguro: R$ 1.682
IPVA: R$ 588

RENAULT CLIO: R$ 14.500 (valor médio)
Lançado em 1999 no Brasil, o Clio chegou com duplo airbag de série e outros pontos refinados, porém sua vocação foi mudando até se tornar um popular de acesso. Indicamos justamente uma versão dessa época, ano 2012. Por menos de R$ 15 mil dá para encontrar opções com o último — e estranho — facelift.

O modelo já não agradava muito em pontos como direção (pesada), câmbio (duro) e ergonomia (ultrapassada). Mas ainda é um carro ágil. Com até 80 cv, o 1.0 16V pode ser barulhento, mas o leva aos 100 km/h em decentes 14,1 s e roda entre 8,9 km/l e 11,6 km/l com etanol.

São raros os carros nessa faixa de preço com poucos anos de uso e quilometragem baixa, ainda mais se levarmos em conta que é fácil encontrar ar-condicionado, direção hidráulica e som. Pena que as peças sejam mais caras que as do Astra, maior e mais completo.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 4.350 (30%)
Total financiado: R$ 10.150
Prestações: R$ 408,38 (36 x)
Juros: 1,96% a.m. / 26,23% a.a.

Cesta de Peças: R$ 2.232
Consumo (etanol)
Cidade: 8,9 km/l 
Estrada: 11,6 km/l
Seguro: R$ 1.357
IPVA: R$ 580

FORD FIESTA: R$ 15 mil (valor médio)
O Fiesta traz uma vantagem enorme nessa faixa de preço: é possível descolar um modelo 2010 Class 1.6 facilmente. Capaz de entregar 107/101 cv e 15,3/14,5 kgfm, o Rocam não oferece aquele desempenho de cair o queixo (zero a 100 km/h em 11,7 s), tampouco economia extrema, dada a média de 8,2 km/l (etanol). Mas dá tchau para qualquer 1.0.

Por dentro, o entre-eixos de 2,48 m abre espaço para quatro adultos. Se você precisa de mais que os 305 l do porta–malas, fique com o sedã e seus 487 l. Ser agradável no dia a dia é um forte. O ajuste dinâmico é dos bons e o Fiesta manda bem nos engates do câmbio.

Valores de peças agradam mais que o preço do seguro. A cobertura sofre do mesmo mal do financiamento: é muito cara para o valor do carro. Fique com a calculadora aberta no seu celular para fazer o melhor negócio.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 4.500 (30%)
Total financiado: R$ 10.500
Prestações: R$ 439,90 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.509
Consumo (etanol)
Cidade: 7,3 km/l 
Estrada: 9,4 km/l
Seguro: R$ 1.599
IPVA: R$ 596

FIAT PALIO: R$ 14.900 (valor médio)
Tal como o Clio, o Palio Fire já foi o carro mais barato do Brasil. Basta uma busca rápida para encontrar um 2012 com ar-condicionado e direção hidráulica. O estilo é o mesmo do segundo facelift do Fiat: acredite ou não, a carroceria foi desenhada pelo mestre Giorgetto Giugiaro.

E esse não é o único motivo para o Palio Fire Economy ter boa autoestima. Além do espaço bom para quatro ocupantes, o rodar dele é confortável e a direção, direta. O câmbio tem trocas molengas como a maioria dos Fiat de então, nada que ajude no aproveitamento dos 66/65 cv e 9,9/9,5 kgfm. O zero a 100 km/h leva longos 17,2 s. Isso nem seria o maior grilo, o que pega mesmo é o consumo médio de 9,4 km/l. Nem tão Economy assim.

O valor do seguro corresponde a quase 10% do total, uma pena, mas as peças têm bons preços. Caso se interesse, há o sedã Siena a preços equivalentes.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 4.470 (30%)
Total financiado: R$ 10.430
Prestações: R$ 419,30 (36 x)
Juros: 1,96% a.m. / 26,23% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.549
Consumo (etanol)
Cidade: 8,3 km/l 
Estrada: 10,5 km/l
Seguro: R$ 1.766
IPVA: R$ 596

USADOS ATÉ R$ 20 MIL

A faixa de preço introduz um carro da honda, uma perua e dois hatches famosos pelo espaço interno

HONDA FIT: R$ 18.900 (valor médio)
O primeiro Fit faz sucesso até hoje no mercado de usados. Mas é preciso tomar cuidado com um ponto: a grande maioria dos carros é a versão 1.4, que, com apenas 80 cv, tem desempenho de 1.0. Bem diferente do EX 1.5 de 105 cv e 14,2 kgfm de torque. Quando equipado com caixa manual, o hatch faz de zero a 100 km/h em 11,2 s e no consumo registra 14 km/l de média com gasolina, já que ainda não havia o flex e CVT era a opção.

A bem da verdade, o Fit é daqueles carros que são admirados pela beleza interna. A cabine tem ótimo espaço e os assentos dos bancos traseiros podem ser rebatidos para cima. Os 353 litros de bagageiro são dignos de um hatch médio.

Quanto aos custos, a marca Honda pode deixar alguns com medo — afinal, as peças do Fit são as mais caras do especial. Mas itens de troca constante, como filtros e pastilhas, não são caros.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 5.670 (30%)
Total financiado: R$ 13.230
Prestações: R$ 550,81 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 2.476
Consumo (gas.)
Cidade: 13,7 km/l 
Estrada: 14,3 km/l
Seguro: R$ 1.830
IPVA: R$ 764

VOLKSWAGEN FOX: R$ 19.200 (valor médio)
Tirando as lanternas, o Fox 2010 bem que poderia se passar por um zero km. Foi no primeiro facelift que o VW perdeu o jeito de carro barato. A versão Trend pode ser encontrada com motor 1.0. São 76/72 cv e 10,6/9,7 kgfm, números que encorajam o uso de etanol. Mesmo com ele, o Fox pena para ir de zero a 100 km/h em 17,1 s. Mas como o nosso objetivo é economizar, o consumo é de 11,6 km/l.

O espaço interno também agrada, pois os bancos deixam os ocupantes em posição vertical, o que permite aproveitar bem as dimensões. O banco traseiro corre sobre trilhos e o volume pode ser ampliado de 260 l para 353 l, mas só crianças vão atrás com ele na posição à frente.

Em itens, ar-condicionado, direção hidráulica e trio elétrico são comuns, mas não freios ABS ou airbags. O seguro está na média do segmento, porém as peças bem que poderiam ser mais em conta.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 5.760 (30%)
Total financiado: R$ 13.440
Prestações: R$ 559,34 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 2.984
Consumo (etanol)
Cidade: 10,1 km/l 
Estrada: 13,2 km/l
Seguro: R$ 1.419
IPVA: R$ 796

FIAT PALIO WEEKEND: R$ 19 mil (valor médio)
A Fiat Palio Weekend é bem mais sedutora quando encarada como perua usada do que como nova — como ainda era encontrada há poucos meses. Ainda mais se você conseguir fugir das configurações 2010 com motor 1.4.

Substituta da Trekking 1.4, a versão 1.6 tem 117/115 cv e 16,8/16,2 kgfm e vai até os 100 km/h em 11,3 s. A média é de  8,9 km/l de etanol, mais econômica que a 1.4. Não é necessário optar por uma 1.8.

A versão aventureira tem suspensão elevada e apliques de plástico. A direção é direta e um pouco pesada para encaixar o Fiat nas vagas, já a suspensão é devotada ao conforto. Os 2,46 m não acomodam quatro adultos altos. Para compensar, o porta-malas leva 460 l.

O modelo é um bom veículo familiar; contudo, faça uma boa simulação de seguro. A apólice da Weekend é cara, uma confirmação de que ela é visada.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 5.760 (30%)
Total financiado: R$ 13.300
Prestações: R$ 553,66 (36 x)
Juros: 2,22% a.m. / 30,15% a.a.

Cesta de Peças: R$ 1.475
Consumo (etanol)
Cidade: 7,3 km/l 
Estrada: 10,6 km/l
Seguro: R$ 2.169
IPVA: R$ 760

RENAULT SANDERO: R$ 19 mil (valor médio)
Espaço, espaço e… espaço. Todo teste do Sandero deveria começar por dentro, uma vez que o volume interno da carroceria equivale ao de um médio. O Renault pode ser encontrado em sua primeira geração, mas já com o facelift. Ficamos com o motor 1.6 16V (112/107 cv e 15,5/15,1 kgfm), disponível também na versão automática top Privilège.

O zero a 100 km/h é feito em 13,5 s, porém, como outros automáticos antigos, consome mais do que os manuais. Roda 6,3 km/l urbanos (etanol) e 9,1 km/l rodoviários. Com motor 1.6 de 106 cv, o Expression manual faz o mesmo em 12,1 s e tem média de consumo de 9,2 km/l (etanol). 

Mesmo a versão Expression traz ar–condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, computador de bordo e faróis de neblina. Procure intensamente por carros com freios ABS e duplo airbag. Quanto aos custos, estes também encantam.

SEU BOLSO

Financiamento
Entrada: R$ 5.700 (30%)
Total financiado: R$ 13.300
Prestações: R$ 513,17 (36 x)
Juros: 1,96% a.m. / 26,23% a.a.

Cesta de Peças: R$ 2.086
Consumo (etanol)
Cidade: 6,3 km/l 
Estrada: 9,1 km/l
Seguro: R$ 1.600
IPVA: R$ 756

Fonte: revistaautoesporte.globo.com

 
 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *