Ford encerra produção no Brasil e se torna importadora

O ano de 2021 já começa com uma bomba no setor automotivo. A Ford acaba de anunciar o fim da produção no Brasil com fechamento da fábrica de Camaçari (BA)

A Ford encerra sua produção no Brasil com o fechamento da fábrica de Camaçari (BA), onde eram produzidos os compactos Ka e Ka Sedan e também o SUV EcoSport. O fim das operações também inclui o fechamento da fábrica de motores de Taubaté (SP) e da fábrica da Troller em Horizontes (CE), onde era fabricado o “SUV raiz” T4.

A ordem veio dos Estados Unidos e pegou de surpresa a todos que trabalhavam em projetos de novos modelos – como a nova geração do EcoSport.

História que se repete

O mesmo ocorreu com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), onde eram produzidos caminhões e o Fiesta. A engenharia local recebeu em 2018 protótipo de novo caminhão e já trabalhava em aperfeiçoamentos de novos produtos.

Fornecedores trabalhavam na nova geração do EcoSport e até mulas já haviam sido flagradas. Além dele, a marca também desenvolvia outros dois SUVs, sendo um cupê e um concorrente para o Jeep Compass com produção local.

A máxima, no entanto, era sempre reduzir custos. Os funcionários da Ford envolvidos nos projetos falavam com os fornecedores que era para eles se espelharem nos novos produtos da General Motors. “Queremos reduzir os custos ao máximo. Os três projetos irão compartilhar conjuntos mecânicos e tecnologias”, diziam.

Porém, o balde de água fria caiu sobre todos que achavam que as operações da Ford no Brasil estavam seguras depois do fechamento da fábrica paulista. Com o fim dos estoques de Ka, Ka Sedan e EcoSport, a marca passará a oficialmente a importador de carros.

O fim de produção dos modelos de Camaçari (BA) e dos motores em Taubaté (SP) será imediato. A fábrica da Troller ficará em operação até o quarto quadrimestre. A marca Troller, aliás, deverá ser extinta com o fim da produção.

A Ford manterá no Brasil o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí (SP), e sua sede regional em São Paulo.

Em comunicado oficial, a marca ressalta que terá como novidades os novo Bronco Sport, Transit e Mustang Mach 1. E assim, como já mencionamos, se tornará apenas um importador no Brasil.

Ford no Brasil: impacto

Em decorrência do anúncio de encerramento das operações no Brasil, a Ford prevê um impacto de aproximadamente US$ 4,1 bilhões em despesas não recorrentes, incluindo cerca de US$ 2,5 bilhões em 2020 e US$ 1,6 bilhão em 2021.

Aproximadamente US$ 1,6 bilhão será relacionado ao impacto contábil atribuído à baixa
de créditos fiscais, depreciação acelerada e amortização de ativos fixos. Os valores
remanescentes de aproximadamente US$ 2,5 bilhões impactarão diretamente o caixa e estão, em sua maioria, relacionados a compensações, rescisões, acordos e outros pagamentos.

Fonte: autossegredos.com.br

 
 
 
 
 
 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *